Uma nova política de visto foi lançada em Malta e agora permite a extensão do visto para que os estudantes trabalhem até 20 horas por semana, a partir do terceiro mês de intercâmbio. A informação animou os amantes do destino que, além das aulas de inglês, podem conciliar o curso com um emprego temporário.

Segundo o  comunicado oficial do governo maltês, a novidade se aplica tanto para os estudantes de cursos de idioma, quanto para os de graduação e pós-graduação. A instituição escolhida pelo aluno fornecerá os documentos e todo o suporte necessário para a validade do visto de até 365 dias. Se a duração for superior a data limite, deve ser solicitado uma autorização de residência.

Malta - IE Intercâmbio

De acordo com o especialista em educação internacional e carreiraMarcelo Melo, a mudança possibilita mais imersão cultural. “Os cursos de estudo com permissão de trabalho agradam e muito os brasileiros, pois eles ainda têm a chance de colocar no currículo, uma experiência de emprego em outro país”, ressaltou.

Processo

Para manter a elegibilidade do visto de estudante, os alunos devem participar regularmente das aulas com, pelo menos,  75% de presença. Caso contrário, as autoridades locais, podem revogar a permissão de trabalho. Salvo os casos em que houverem motivos genuínos para as ausências.

 

Segundo o órgão responsável pela alteração no processo, os intercambistas devem fazer um registro na agência de empregos local e encontrar o trabalho por conta própria sem precisar de vistoespecial. A plataforma responsável por esse serviço é o Jobplus que oferece oportunidades de recrutamento e seleção.

IE Intercâmbio oferece pacotes personalizados para Malta. Todos os detalhes dessa nova política de visto está no documento, em inglês, disponibilizado pela National Visa Policy Students.

A agência IE Intercâmbio Mogi e Região fica na Rua José Urbano Sanches, 259, Vila Oliveira, Mogi das Cruzes. Telefone: 11 4240-2227

Visite Mogi
Author: Visite Mogi